Segunda fase do “LED nos Bairros” terá quase 70 mil novos pontos de iluminação em 11 distritos

31/05/2016 | Publicado por admin | Destaque, Iluminação, Notícias

Cidade Tiradentes será o primeiro bairro contemplado nesta segunda etapa, com a instalação de 7.719 luminárias em 226 quilômetros de vias

A Prefeitura de São Paulo irá expandir até setembro o programa “LED nos Bairros”, levando para 11 novos distritos 68.419 pontos de iluminação com a nova tecnologia.Iniciada no final de 2015, a primeira etapa da ação já beneficiou outros nove bairros com mais de 55 mil novas luminárias em regiões periféricas que apresentam alta vulnerabilidade social.

A região de Cidade Tiradentes, no extremo leste da cidade, será a primeira beneficiada pela segunda etapa do programa. Com o investimento de R$ 29,5 milhões, as obras para a implantação começaram nesta segunda-feira (30) e serão realizadas em cerca de 659 ruas, avenidas e vielas que cortam o bairro, numa extensão de 226 quilômetros de vias. A iniciativa vai beneficiar os 212 mil moradores da região.

“Inicialmente, estão previstas 7.719 unidades, mas como o objetivo é zerar a demanda de iluminação no distrito, é possível que tenha alguma rua ou viela que não foi catalogada. Isso significa que esse número poderá ser bem maior”, afirmou o secretário municipal de Serviços, José Alberto Serra, durante uma apresentação feita aos moradores e líderes locais na noite da última quarta-feira (25).

O parque luminotécnico do distrito de Cidade Tiradentes é composto atualmente por 6.200 pontos, que geram um consumo mensal de 497.147 Kwh, ao custo de R$ 183,9 mil. Pelos cálculos do Departamento de Iluminação Pública (Ilume), a remodelação do sistema por meio de LEDs, embora preveja a implantação de outros mil pontos, reduzirá esse consumo para 333.891 Kwh, fazendo com que a conta de energia elétrica caia para R$ 123,5 mil, uma economia mensal aproximada de R$ 60 mil.

Além de Cidade Tiradentes, também serão beneficiadas as regiões de Guaianases (5.300 unidades), parte do Jabaquara (2.500), Iguatemi (7.200), parte do Grajaú (3.300), Perus (5.500), São Rafael (8.000), Socorro (6.000), Jaçanã (5.300), Itaim Paulista (9.800) e Vila Curuçá (7.800).

A primeira fase do programa “LED nos bairros” contou com o investimento de R$ 200 milhões para a instalação de mais de 55 mil luminárias LED, sendo 11.300 em Sapopemba1.300 em Heliópolis534 no Jardim Monte Azul10.170 na Brasilândia7.181 no Lajeado e 5.100 pontos no distrito de Raposo Tavares. Até o final deste semestre serão entregues 10.100 pontos no Jardim Helena (zona leste), 5.900 no Jardim Ângela e 6.300 em Pedreira (zona sul).

LED pela cidade
Desde o início de 2013, mais de 250 mil pontos de iluminação pública foram remodelados em toda a cidade, substituindo lâmpadas de vapor de mercúrio por vapor de sódio e metálico, e quase 50 mil novos foram criados em locais onde não existia luz. Além disso, quase 19 mil pontos de iluminação LED foram instalados pela atual gestão em locais como a Marginal Pinheiros, a avenida 23 de Maio, o entorno da Arena Corinthians, em Itaquera, e o Beco do Batman, na Vila Madalena.

As luminárias LED têm vida útil maior que as lâmpadas de vapor metálico e de sódio, pois duram aproximadamente 12 anos, enquanto os outros tipos não passam de cinco anos, em média. As lâmpadas de LED também consomem até 50% menos energia elétrica.

PPP da iluminação
Além do “LED nos bairros”, também está em andamento o edital da Parceria Público-Privada (PPP) da Iluminação Pública, que prevê a troca das mais de 600 mil lâmpadas da cidade para a nova tecnologia.

O edital prevê que, nos primeiros cinco anos da parceria, o vencedor da concorrência terá que investir anualmente R$ 1,7 bilhão para trocar, já no primeiro ano, 10% das luminárias da cidade por LED, além de ampliar o atual parque em mais 70 mil pontos de iluminação.

Nos quatro anos seguintes, a empresa vencedora terá de trocar 22% das luminárias por ano até completar o parque, além de fazer a ampliação de mais 5% por ano para fazer frente ao crescimento da demanda, que é constante. O novo parceiro terá também de fazer novos investimentos a partir do 10º ano, já que terá de renovar as luminárias de LED, considerando o tempo médio de vida das luminárias.

Avenida_Júlio_Brasileiro,_no_bairro_Heliópolis

                   Foto: www.blogdocarloseugenio.com.br/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *